Oração para a Solenidade de Cristo Rei

Na encíclica Quas Primas, Papa Pio XI proclamou a solenidade de Cristo Rei para a Igreja Universal. Na celebração da solenidade, o Santo Padre quis que a humanidade fosse consagrada ao Sagrado Coração de Jesus, para que Cristo reinasse nos corações dos homens e o seu Reino pudesse vir sobre a terra. O Santo Padre nos lembra que Cristo é o Rei dos corações porque esses são atraídos incessantemente por sua mansidão e benignidade: “Ninguém, de fato, entre os homens foi tanto amado e jamais o será quanto Jesus Cristo”. (Papa Pio XI, Quas Primas)

Se nós também permitimos a Cristo de tomar posse dos nossos corações, Ele mesmo se tornará a fonte e a inspiração de todos os nossos pensamentos e ações, que cooperam para a construção do Reino de Deus sobre a terra, e nos doarão a plenitude da felicidade. Recitemos nessa solenidade a oração de consagração da humanidade ao Sagrado Coração de Jesus e peçamos firmemente que Ele reine nas nossas vidas.

Ato de consagração do gênero humano ao Sagrado Coração de Jesus

Dulcíssimo Jesus, Redentor do gênero humano, lançai os vossos olhares sobre nós, humildemente prostrados diante de vosso altar. Nós somos e queremos ser vossos; e para que possamos viver mais intimamente unidos a Vós, cada um de nós neste dia se consagra espontaneamente ao vosso Sacratíssimo Coração.

Muitos nunca Vos conheceram; muitos desprezaram os vossos mandamentos e Vos renegaram. Benigníssimo Jesus, tende piedade de uns e de outros e trazei-os todos ao vosso Sagrado Coração.
Senhor, sede o Rei não somente dos fiéis que nunca de Vós se afastaram, mas também dos filhos pródigos que Vos abandonaram; fazei que eles tornem, quanto antes, à casa paterna, para que não pereçam de miséria e de fome.

Sede o Rei dos que vivem iludidos no erro, ou separados de Vós pela discórdia; trazei-os ao porto da verdade e à unidade da fé, a fim de que em breve haja um só rebanho e um só pastor.
Senhor, conservai incólume a vossa Igreja, e dai-lhe uma liberdade segura e tranquilidade; concedei ordem e paz a todos os povos; fazei que de um a outro polo do mundo, ressoe uma só voz: Louvado seja o Coração divino, que nos trouxe a salvação! A Ele, honra e glória por todos os séculos dos séculos. Amém.

(Indulgência plenária, para quem recita publicamente essa oração na solenidade de Cristo Rei)